quarta-feira, 12 de junho de 2024

Anemia pode evoluir para leucemia?

 


Anemia e leucemia são condições médicas distintas, ambas relacionadas ao sangue, mas com causas e efeitos diferentes.

Anemia é a condição caracterizada pela baixa quantidade de hemoglobina no sangue que é responsável pelo transporte de oxigênio dos pulmões para os tecidos do corpo. A anemia pode ocorrer em diferentes grupos, como crianças com menos de 5 anos, mulheres grávidas e pessoas com doenças crônicas.

A anemia se divide em 3 categorias:

  • 1      Microcítica: a mais frequente, se trata de uma deficiência no ferro normalmente causada por uma alimentação desequilibrada ou por sangramentos, como é o caso de mulheres com fluxo menstrual intenso.
  • 2   Normocíticas: conhecida como falciforme, que altera o formato da hemoglobina de redonda e elástica, para um formato de foice que dificulta a passagem de sangue pelos vasos sanguíneos.
  • 3      Macrocíticas ou megaloblásticas: ocorre quando o organismo tem deficiência de vitamina, como a B12 e ácido fólico.

O diagnostico da anemia é feito por análise de sintomas comuns como perda de peso, tontura, palidez, fadiga, falta de apetite, além disso exames de sangue são essenciais para confirmar a condição.

Leucemia é um tipo de câncer que afeta os glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do corpo. Caracteriza-se pelo crescimento descontrolado dessas células, substituindo as hemácias saudáveis por células cancerosas.

A leucemia se divide em 2 categorias:

  • 1     Crônica: o avanço é lento e assintomático e sua descoberta pode ser em exames de rotina.
  • 2  Aguda: o avanço é rápido e agressivo, pode apresentar sangramentos, infecções e anemias profundas.

Apesar de ambas as condições serem relacionadas ao sangue, a anemia não pode evoluir para leucemia. No entanto, a leucemia pode causar anemia, ou a anemia pode ser um sintoma da leucemia.

Anemia e leucemia são condições sérias que necessitam de diagnóstico e tratamento adequados. A compreensão das diferenças entre essas condições é crucial para o tratamento e gestão adequados de cada uma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário